Pular para o conteúdo principal

Postagens

A história da Umbanda

Zélio Fernandino de Moraes, um rapaz de 17 anos que se preparava para ingressar na Marinha, começou, em 1908, a ter aquilo que a família, residente em Neves, no Rio de Janeiro, considerava “ataques”. Os supostos ataques colocavam o rapaz na postura de um velho, que parecia ter vivido em outra época e dizia coisas incompreensíveis para os familiares; noutros momentos, Zélio parecia uma espécie de felino que demonstrava conhecer bem a natureza. Após minucioso exame, o médico da família aconselhou que ele fosse atendido por um padre, uma vez que considerava o rapaz possuído. Um familiar achou melhor levá-lo a um centro espírita, o que realmente aconteceu: no dia 15 de novembro, Zélio foi convidado a tomar assento à mesa da sessão da Federação Espírita de Niterói, presidida à época por José de Souza. O termo aqui, evidentemente, não possui conotação negativa. Tomado por força alheia à sua vontade e infringindo o regulamento que proibia qualquer membro de ausentar-se da mesa, Zélio levant…
Postagens recentes

Feitura de Santo

A "Feitura de Santo" é necessária para os que desejam reunir-se ao seu santo, e penetrar nos segredos de seus orixás, porque é através da "Feitura de Santo" que o orixá é assentado no ori e a partir dai o yawô tem acesso espiritual de fato e de direito ao entendimento do ocultismo e magia do seu santo, no que lhe for permitido por Olorum e babá Ifá.
Se não formos iniciados, ouvimos e não escutamos , vemos e não enxergamos, nos será dito e não entenderemos, e não teremos a benção do contato com os nossos orixás dentro de sua força oculta na natureza. Contato este que pode processar-se de muitas maneiras de acordo com o dom de cada ser humano.
A "Feitura de Santo" assemelha-se a uma cirurgia espiritual que é realizada em você pelos mentores espirituais. Então os vinte e um dias é um período necessário para o fechamento das curas espirituais. Neste período o erê "mensageiro e representante direto do seu santo" será a sua companhia constante.
Na Um…

Pai & Mãe de Santo

Pai de santo , pai de terreiro, babalorixá, babaloxá, babá, padrinho de umbanda,chefe de terreiro, zelador de santo e cacique são termos usados nas religiões afro-brasileiras para designar a pessoa responsável ou que possua autoridade máxima de um terreiro ou tenda. Mãe de Santo Ialorixá ou alaorixá mãe de terreiro ou mãe de santo é uma sacerdotisa e chefe de um terreiro.
A Umbanda nasceu muito antes de seu anúncio neste mundo, ela veio do anseio de uma espiritualidade forte em sua luz, conhecedora das mazelas da humanidade, sua descrença e ignorância no conhecimento do espírito e da espiritualidade que domina todos os mundos, cada ponto do universo, que envolve e interage o tempo todo com todo o plano material, com o ser humano no estimulo do bem ou do mal.
 Reuniu de forma eclética, inteligente, respeitosa e bem articulada os aspectos espirituais mais relevantes das religiões e doutrinas, das quais absorveu o melhor conteúdo conciliador e doutrinário de referencia ao espírito, a se…

Batismo

Batismo na Umbanda? Existe? 

Sim, existe! Como em tantas outras religiões, também a Umbanda possui este ritual. Sendo uma religião cristã, estando acima de todos nós o nosso Mestre Jesus, Oxalá, Nosso Médium Supremo, o batismo na Umbanda é realizado para consagrar os filhos adeptos, como forma de protegê-los contra o mal e contra a negatividade. Nesta religião, tanto é usada a forma de aspersão (normalmente quando é realizado dentro dos terreiros) como também de imersão (nos rituais de cachoeira). Como na Igreja Católica, os filhos indicam padrinhos para orientá-los no caminho da espiritualidade, na Umbanda, tais padrinhos podem ser guias ou orixás, os quais serão devidamente representados por seus médiuns na hora da consagração. Temos que ter em mente que o batismo significa o recomeço o acordar para a religião em que você se propõem a seguir e a adorar. Sabemos que o Batismo é algo sagrado e imutável tão sagrado que em nossa Comunidade é reconhecido que o primeiro Batismo na Umbanda…

Ebó

O que significa ebó? Para que serve um ebó?
 São perguntas feitas e nem sempre respondidas adequadamente pela maioria do Povo do Santo, que foi catequizado e acabou incorporando no seu vocabulário como sinônimo de (macumba), feitiçaria, maldade e no último caso, de se retirar algum negativo espiritual de uma pessoa, através de uma limpeza de corpo. O termo ebó, tem pelo menos dois significados práticos: O primeiro quando é usado para denominar um processo de limpeza, chamado também de sacudimento. O segundo quando é usado genericamente para o ato de fazer uma oferenda nas ruas ou encruzilhadas. A palavra ebó significa literalmente sacrifício ou oferenda e devemos entender isso de uma forma ampla e não somente o que requer uma oferenda animal, mais também, sacrifícios vegetais, minerais e comportamentais. Ebó é sempre uma oferta a ser feita para os ancestrais ou os orixás em agradecimento por bênçãos recebidas ou na intenção de resolver problemas ou obstáculos, abrir portas, oportunida…

Sacramentos de Umbanda

"A Umbanda trabalha com alguns sacramentos que são parecidos com os da Igreja Católica, que são:casamento, funeral e batismo"


O casamentoé realizado pelo guia chefe da casa ou pelo sacerdote responsável pêlo centro, e não pertence só aos médiuns da casa, qualquer um que deseje casar-se na Umbanda pode pedir este sacramento.
O funeralé realizado pelo sacerdote do terreiro e sofre alterações de acordo com a condição do morto, se é iniciado na Umbanda ou não.
O batismoé realizado sempre pêlo guia chefe do terreiro e pode ser para crianças ou adultos e também não se restringe apenas aos médiuns da casa.
Os outros sacramentos da Umbanda são referentes aos graus de iniciação dos médiuns da casa, são eles: · Amaci:ritual de lavagem da cabeça do médium, já desenvolvido, com ervas e outros elementos rituais, que consiste na preparação da vibração deste médium para incorporar o seu guia protetor de umbanda, que se manifestará no ritual e dirá qual o trabalho que aquele médium irá desenvolv…

Exú Mirim

Os Exus Mirins são seres(espíritos que atuam na linha da esquerda da Umbanda) . Alguns deles se apresentam com características infantis, mas os que se manifestam nos Trabalhos Religiosos de Umbanda já trazem da sua Dimensão um nível de evolução diferenciado.
 Popularmente chamados de "crianças da esquerda", essa ideia não é completamente correta, porque nem todos se apresentam com forma de crianças. Na verdade, alguns acreditam que os Exus Mirins estariam mais próximos dos arquétipos de adolescentes: rebeldes, em fase transitória, andando em bando e em busca de uma identidade - quem são, como são, o que são e porque são.
Anteriormente expulsas dos terreiros por conta do preconceito, essas entidades, hoje mais aceitas, possuem grande força, e suas brincadeiras e traquinagens são um veículo para a resolução de muitos problemas. Quando incorporam, os Mirins costumam colocar para fora o que há de mais negativo em seu médium. Muitas vezes, o comportamento travesso do Exu Mirim n…

Preceito

O Preceito na Umbanda! Toda profissão, todo esporte, toda lei, toda religião tem seus preceitos. Parece-me que a vida humana e social é regida dentre outras coisas de preceitos. Não é diferente na Umbanda, todo umbandista do mais veterano ao mais novato sabe dos preceitos básicos para participar de um trabalho espiritual e é talvez uma das poucas coisas que são igualmente presentes em todos templos de Umbanda, diferenciando apenas um ou outro preceito mais específico de templo a templo. Embora seja algo de conhecimento comum, observamos muitos negligenciarem preceitos fundamentais, ou seja, de fundamento. Vivemos um período novo na Umbanda, de muita comunicação, de farta informação, estudos e acessos, no entanto, o ônus disso é muitas vezes a confusão, a dispersão ou mesmo a negação daquilo que é tradicionalmente fundamental em detrimento de uma “nova” consciência. Hoje encontramos discursos inflamados e até mesmo bem construídos querendo desconstruir preceitos que são o que são porq…